O QUE SÃO ACUPONTOS?

Em uma busca rápida na internet você encontrará diversos posts e vídeos com dicas de pontos para aliviar a dor, através da massagem ou pressão sobre o mesmo. Há também receitinhas com combinações de pontos para manter a imunidade de pé e a ansiedade longe. É capaz que você mesmo já tenha usado algum deles.

A localização dos acupontos, nome dado a esses curiosos locais cheios de potencial terapêutico, é o resultado de séculos de observações e estudos empíricos, e seu compilado norteia até hoje a Medicina Tradicional Chinesa e as técnicas por ela utilizada, tais como: acupuntura, eletroacupuntura, tui-ná e moxabustão.

Os antigos afirmavam que na região do acuponto havia uma maior presença de Chi (energia) e circulação de xue (sangue), e por isso eram considerados pontos energéticos. Para explicar suas descobertas e teses eles usaram o arcabouço teórico da época, assim como a linguagem cultural vigente, e mesmo com recursos arcaicos obtiveram avanços impressionantes sobre o entendimento do corpo e o tratamento das doenças, a ponto de deixar seus contemporâneos continuamente intrigados.

Hoje, com o avanço tecnológico e cientifico estamos começando a desvendar a natureza do que chamavam de Chi, e as razões que os levaram a elencar tais regiões e determinar suas funções.

Bem, e o que sabemos até agora?

  • ​Sabemos que os acupontos apresentam uma concentração de fibras e troncos nervosos maior que em regiões adjacentes. Em estudos recentes, dos 309 pontos de Acupuntura analisados, 152 estavam localizados em troncos nervosos e 157 em suas proximidades. Outro dado relevante, é que o número de feixes, fibras e terminações nervosas é maior na localização dos acupontos que em suas adjacências.(1,2) Logo, o que era chamado de “maior concentração de “Chi” está relacionada a maior presença de impulsos elétricos oriundos das terminações nervosas.

  • Sabemos que os Acupontos são locais com maior pressão parcial de oxigênio (2), quando comparados a outras áreas, o que nos remete a maior concentração de vasos sanguíneos em tais regiões. Uma das características que merece destaque é que esses pontos estão intimamente relacionados a vasos chamados vasos perfuradores (3) (perforator vessels). São veias que conectam estruturas superficiais às profundas. Esse sistema evita a estagnação de sangue nas regiões superficiais e mantem o fluxo do sangue nos vasos, garantindo o retorno venoso.

  • A ativação vascular aliada a ativação neuronal mencionadas anteriormente está relacionada a uma reação em cadeia, que faz com que estímulos unilaterais, por exemplo, sejam capazes de ativar vasos sanguíneos e redes neuronais do lado oposto, o que ajudaria a explicar o efeito sistêmico de alguns pontos, e a eficácia de agulhar o lado oposto do local da dor.

  • São também locais que naturalmente possuem maior concentração de Óxido Nítrico (NO) e essa concentração é ainda maior quando há estimulação dos pontos (fazendo com que o aumento de NO ocorra também nos pontos ao longo do meridiano estimulado). O NO é um gás solúvel produzido por diversos tipos celulares, entre eles macrófagos e alguns neurônios cerebrais. Seu efeito sobre a musculatura lisa é provocar relaxamento através da vasodilatação, por exemplo, mas o que tem chamado a atenção dos cientistas é o seu papel em quadros inflamatórios. Outro aspecto interessante é que ele é um neurotransmissor diferente dos demais, pois consegue atuar sem respeitar o sentido pré-sináptico para pós-sináptico. Ele tem suas próprias regras e caminhos de comunicação.(4,5)

  • Os acupontos possuem número e densidade elevados de junções comunicantes fazendo com que haja maior transferência de íons e sinais elétricos de uma célula para outra. Isso gera um efeito positivo durante o estímulo acupuntural, principalmente na modulação de inflamação e de necrose em processos lesivos graves. (6,7)

Há muito sendo pesquisado e por pesquisar. Temos a responsabilidade de continuar um legado de séculos de estudo, testando, contestando e aprofundando o que reunimos desde então. A Medicina Tradicional Chinesa, com toda sua linguagem arcaica tem se mostrado uma verdadeira vanguardista no conhecimento do corpo e do humano. Acredito ser uma questão de tempo até confirmarem que o mapa anatômico chinês não traça um caminho fictício, e que as funções de cada um desses pontinhos estavam, no mínimo, apontando a direção certa.

Se interessou pelo assunto?

Deixo aqui 2 dicas de livros para te ajudar a manter a saúde através da automassagem nos acupontos. A Medicina Chinesa é eficiente no tratamento de doenças, mas seu foco primordial é a prevenção do adoecer e promoção da saúde. Aproveite =) ​





6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo